Santuário Nossa Senhora do Guadalupe

Rua Sophia Velter Salgado, s/nº - Vila Castelo Branco - Campinas, SP

+55 19 3227.5492

Mensagem do Reitor › 01/09/2019

DÍZIMO: EXPRESSÃO DE FÉ EM DEUS E DE RESPONSABILIDADE COM A IGREJA!

Dízimo é um sinal de compromisso, de fidelidade com Deus, com a Igreja e com os pobres. Jesus, na Sua bondade infinita, instituiu a Sua Igreja para ela evangelizar, catequizar, servir e santificar.

Com o dízimo, você ajuda a transformar a Igreja para que ela seja cada vez mais unida e fraterna.

O dízimo é um ato de agradecimento. Representa a aceitação madura e consciente do dom de Deus e a disposição do fiel de colaborar com Seu projeto de felicidade para todos.

É agradecimento e partilha, já que tudo o que temos e recebemos vem de Deus e pertence a Ele.

É uma forma concreta de manifestar a fé em Deus providente, um modo de viver a esperança em Seu Reino de vida e justiça, um jeito de praticar a caridade na vida em comunidade.

É uma contribuição voluntária, regular, periódica e proporcional aos rendimentos recebidos que todo batizado deve assumir como obrigação pessoal – mas também como direito – em relação à manutenção da vida da Igreja local onde vive sua fé, portanto, o dízimo não é uma taxa que eu pago para ter direito de batizar o meu filho ou matriculá-lo na catequese. Esse direito nós já temos, pois, com o Batismo, somos membros da igreja e filhos de Deus.

Por outro lado, da mesma forma que tenho meus direitos na Igreja tenho também meus deveres. Quando assumo a Igreja como minha família, devo também colaborar com suas despesas; se eu reconheço que tudo o que tenho me vem de Deus, separo meu dízimo como agradecimento a Ele.

QUEM DEVE CONTRIBUIR COM O DÍZIMO?

Todos devem dar o dízimo!

Todos, sem exceção, formam a comunidade e, portanto, são responsáveis por ela. Porém, todos os fiéis que possuem alguma renda devem contribuir com o dízimo, pois, se a receberam, devem agradecer a Deus, autor de todos os dons.

A Bíblia fala que todos devemos reconhecer as graças de Deus. Cada um deve dar de acordo com suas possibilidades. Deus elogiou a oferta da pobre viúva, que deve ter sido bem pequena, e não aprovou a oferta dos ricos, que faziam a doação só para se mostrar.

PARA QUE SERVE O DÍZIMO?

O valor arrecadado com a contribuição do dízimo deve ser aplicado em três dimensões.

O valor arrecadado com a contribuição do dízimo deve ser aplicado em três dimensões.

  1. Dimensão religiosa: tem por objetivo suportar todos os gastos da Igreja com as atividades que vão valorizar o culto divino: reformas, construções, pinturas, salários e encargos sociais devidos ao governo, materiais litúrgicos, água, luz, telefone, materiais de limpeza, etc.
  2. Dimensão missionária: tem por objetivo apoiar a ação missionária dos diversos grupos de pastorais e movimentos da Igreja, quer seja de jovens, adultos, crianças ou idosos. Aqui também entram a contribuição à cúria diocesana e ao seminário.
  3. Dimensão social: tem por objetivo investir em obras de caridade, ajudando aos mais necessitados, seja diretamente ou por apoio às pastorais da caridade social. Um verdadeiro trabalho de promoção social não só “dá o peixe”, mas “ensina a pescar”. Numa comunidade cristã, ninguém pode passar necessidade. Se cada um de nós der o dízimo, certamente não faltará a ninguém o necessário.

Reitor do Santuário

Pe. Carlos José Nascimento

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Newsletter